Kirk

Por falar nisso… As cetonas das framboesas fazem emagrecer?

It's only fair to share...Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Pin on Pinterest0

As framboesas parecem estar na moda. Quem segue as redes sociais, vê fotos deslumbrantes deste fruto com um aspeto de comer e chorar por mais.

Mas mais do que pelos seus usos culinários, as framboesas têm ganhado fama pelo milagre que representam na gestão de peso através das suas cetonas. Ou pelo menos, assim o dizem.

O que são afinal as cetonas?

No nosso organismo, as cetonas (corpos cetónicos) são produzidas no fígado quando os níveis de insulina estão muito baixos e levam à utilização da gordura como fonte energética em vez dos hidratos de carbono. Aumentam a lipólise (“quebra” da gordura das células) e aumentam a libertação de adiponectina, uma hormona responsável pela regulação da glicémia e catabolismo (“queima”) dos ácidos gordos.

Apesar de esta situação ocorrer em doenças como a Diabetes, se mantiver uma dieta muito baixa em hidratos de carbono e energia e elevada em gorduras também começará a produzir níveis tóxicos de cetonas.

Se está a pensar que isso é uma excelente solução para se ver livre dos quilos a mais, siga o nosso conselho e pare já por aí! Uma dieta que obriga a produção de cetonas (dieta cetogénica) só é opção em casos de doença específicos e sempre sob supervisão médica.

As cetonas das framboesas

Nas framboesas, as cetonas são químicos naturalmente presentes responsáveis pelo seu aroma e sabor. Na indústria alimentar, são utilizadas como intensificadoras de sabor em inúmeros alimentos processados.

Na realidade, apesar da publicidade às cetonas das framboesas, os suplementos alimentares contêm cetonas sintéticas, ou seja, 0% naturais.

Até à data, não existem estudos científicos realizados em humanos que comprovem a eficácia das cetonas, identifiquem potenciais efeitos secundários e validem uma dosagem segura.

Opte pelo melhor que as framboesas têm para lhe dar

Por outro lado, as framboesas, para além de deliciosas, são ricas em inúmeros minerais e vitaminas antioxidantes, têm um elevado teor de fibra e um baixo valor calórico. A melhor notícia é que, ao comer framboesas, está a ingerir naturalmente as suas cetonas!

É importante não confundir a produção de cetonas pelo nosso organismo com os efeitos das cetonas das framboesas pois estas, tendo em conta os estudos existentes, não irão provocar o efeito acima descrito.

O milagre para a gestão de peso ainda está por descobrir, por isso a escolha é adotar um estilo de vida saudável e optar por uma alimentação equilibrada.

No entanto, considerando as suas vantagens nutricionais reais e o seu maravilhoso sabor, ainda bem que as framboesas estão na moda e vieram para ficar. 

Facebook Comments