connor beakley

7 Conselhos práticos para manter uma alimentação saudável em viagem

It's only fair to share...Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Pin on Pinterest0

Sempre que umas férias ou uma escapadela de fim-de-semana batem à porta, após a excitação inicial surge o pânico para quem está em processo de emagrecimento ou quer manter a sua rotina de alimentação saudável.

Normalmente as férias, sejam no nosso país ou além-fronteiras, podem ser sinónimo de desastre total. Horas a passear e sem comer, refeições em restaurantes de fast-food, pequenos-almoços de reis, jantares de marajás e toda uma prova gastronómica de iguarias doces e salgadas. Mas saiba que não tem que ser assim.

Embora a gastronomia seja das melhores experiências que levamos das nossas viagens, pois só experimentado é que emergimos verdadeiramente na cultura local, a sua saúde não tem que ser esquecida pelo meio pois ela nunca vai de férias.

A pensar no seu próximo destino, deixamos-lhe 7 conselhos práticos para manter uma rotina alimentar saudável:

1.Tome um bom pequeno-almoço, sentado e com calma

Esqueça o típico pequeno-almoço inglês. Inclua uma porção de lácteos ou substitutos lácteos (queijo fresco, iogurte ou 1 copo de bebida vegetal), uma porção de hidratos de carbono de absorção lenta (cereais de aveia ou 2 fatias de pão escuro) e uma porção de hidratos de carbono de absorção rápida (1 peça de fruta). Se for adepto, pode ainda juntar um ovo (mexido, cozido ou escalfado) e uma chávena de chá ou café.

Ao fazer um bom pequeno-almoço está a carregar energias para o dia que está à sua frente e ao comer devagar fica mais saciado.

2.Coma de três em três horas (no máximo)

Pode parecer complicado mas não é. Tem duas opções: ou leva já algo consigo ou, se não quiser andar carregado, para numa loja de conveniência e compra na hora: barra de cereais, nozes, sementes de abóbora, um iogurte, bagas de goji ou fruta.

3.Escolha o local onde vai almoçar

Hoje em dia há tantas opções saudáveis, rápidas e baratas que pode dar-se ao luxo de escolher onde vai almoçar.

Se levar marmita não for opção para si, em vez dos hambúrgueres e das pizza, dos refrigerantes e das batatas-fritas, escolha uma sanduíche sem molhos, um sumo de fruta natural e uma salada para acompanhar a refeição.

4.Escolha as iguarias que se vai dar um luxo de provar

Consoante os dias em que vai estar a viajar, escolha o que tem mesmo que provar. Pode utilizar a regra de 1 iguaria por cada 2 dias e coma-a, preferencialmente, antes do jantar.

Assim, sente que saboreou mas manteve o foco e o controlo.

5.Não arrase tudo com os jantares

Depois de um longo dia, o jantar é sempre aquela refeição em que nos arranjamos e procuramos um cantinho especial. Uma entrada, um prato principal, uma sobremesa só para si e alguns copos de vinho enquanto a conversa é boa. Mas sabe quem é que não se perde nessas contas? O seu corpo que vai estar a dizer “olá sejam bem-vindas” a todas as calorias que ingere.

A única forma de não arrasar tudo com os jantares é seguir os conselhos anteriores para não chegar esfomeado à refeição. Depois, pode controlar escolhendo uma salada para entrada, um prato grelhado e, se tiver mesmo que ser, divida a sobremesa. Quanto ao álcool, basta um copo de vinho para acompanhar a refeição e depois pode passar para a água.

6.Água, água e mais água

Faça frio ou calor, hidrate-se! A água é um bem essencial e ajuda-o a regular o seu organismo. Ande com uma garrafa de 0.33L ou 0.5L para não fazer peso e beba pelo menos 1.5L por dia.

7.Explore o local a caminhar ou a andar de bicicleta

Não só de gastronomia se vivem as férias. A caminhar pelas ruas ou a passear de bicicleta consegue sentir a energia na sua pele, vê muito mais do que fechado num transporte público e pratica exercício físico sem dar conta.

Respire, viva, seja feliz e saudável. Afinal, viajar não é todos os dias!

Facebook Comments